Búzios - Rio de Janeiro - Brasil

Búzios - Rio de Janeiro - Brasil

domingo, 1 de maio de 2011

Ilha de Patmos - Grécia


Conhecida como a Jerusalém do Mar Egeu, Patmos começou a ser conhecida quando São João Evangelista chegou e escreveu o livro de Apocalipse. Posteriormente, foi construido o Monastério de São João. Dai sua importância para peregrinos. Fora as visitas a Caverna do Apocalipse e o Monastério, não há muito que fazer na ilha. No centro, perto das docas, existe um comércio bastante voltado ao turismo e algumas tavernas. Há um caminho de pedras que leva ao Monastério (no meio do caminho está a Caverna). Mas, prepare-se.. Jovem com saúde (não é o meu caso rsrsrs) levam uma média de 45 a 60 minutos para subir ao Monastério (outro tanto para descer). Sem visitar a Cova (no caso de quem sobe a pé, melhor deixar por último). Pra quem como eu é preguiçoso ou confortinho ou qualquer outra desculpa para poder evitar esse sacrifício, no Porto você pode negociar com taxis ou excursões. Eu paguei uns 40Euros para ter guia e ônibus a minha disposição. Caro? Pode ser.. mas uns japoneses se arrependeram de ter andando aquilo tudo.. rsrs
Primeiro, visite a caverna do Apocalipse. Ali, dizem São João Evangelista já com quase 100 anos se retirou e passou a viver como eremita a base de orações. Vemos no chão a marca que ele deixou ao dormir sempre na mesma posição (juro!!) e aonde ele fazia suas orações. Mais impressionante, vemos as fendas de onde saiu uma voz tão alta e forte que o inspirou a escrever o livro do Apocalipse. Estas fendas são 3, e forma a santissima trindade. Agora, como virou ponto de peregrinação, não é possível tirar fotos. Vemos um altar com mosaicos e pinturas representando o santo. Depois de algum tempo ele saiu da ilha, mas a História correu mundo. No século 11 o Monastério foi criado em sua homenagem e é adorado por Ortodoxos e Católicos. È o mais importante de toda Grécia e possui um dos mais importantes tesouros religiosos religiosos do mundo. O transporte te deixa perto de uma subidinha de pedra (cuidado que escorrega) e os degraus do Monastério é totalmente irregular, para aproveitar todas as pedras que já existiam no local. Espere muita fila, pois as passagens são estreitasNão é permitido tirar fotos no interior, por conta dos mosaicos/pinturas. Mas, as imagens ficam na memóriaA Capela principal é maravilhosa, toda em ouro e madeira. Impressionante. Todo o complexo é ao mesmo tempo simples e grandioso, por representar uma figura real da Bíblia.. Vale muito a pena a visita do complexo e do Tesouro.
Eu fiz a visita em meio dia.. mas se você tiver o dia todo, a Ilha tem praias muito bonitas, em enseadas que valem passar o dia.

2 comentários:

  1. Por onde vc foi a ilha de Patmos. Vamos em janeiro mais estamos em duvida de onde partir, da Grecia ou da Turquia?

    ResponderExcluir
  2. Olá. 80% das pessoas pegam um cruzeiro e acrescentam a ilha de patmos, saindo da Grécia (do porto de pireus). Vc também pode ir pela Turquia, mas acredito ser mais caro e mais difícil, por que não há rotas tão comuns saindo de Istambul só para essa ilha. É muito pequena. Melhor acrescentar em um grupo de ilhas. E preste atenção se não vale a pena pegar um cruzeiro ao invés de ir a cada ilha por sua conta.. tem dias que o avião não voa, os horários mudam a cada minuto, por conta do tempo, o custo é alto.. Boa sorte!

    ResponderExcluir